DEPOIMENTO

Carlos Francisco Pupio Marcondes Junior - Em 26 de fevereiro de 1999, um grupo de Defensoras e de Defensores Públicos, preocupados em dar apoio à formação e atualização dos atuais e futuros profissionais da Defensoria Pública do Estado, reuniu-se em torno de um ideal comum: a criação da Fundação Escola Superior da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica de direito privado, dotada de autonomia patrimonial, administrativa e financeira, com fins não lucrativos.
Carlos Francisco Pupio Marcondes Junior - Em 26 de fevereiro de 1999, um grupo de Defensoras e de Defensores Públicos, preocupados em dar apoio à formação e atualização dos atuais e futuros profissionais da Defensoria Pública do Estado, reuniu-se em torno de um ideal comum: a criação da Fundação Escola Superior da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica de direito privado, dotada de autonomia patrimonial, administrativa e financeira, com fins não lucrativos.

Carlos Francisco Pupio Marcondes Junior

A época de preparação para o concurso foi longa, exigindo bastante paciência e perseverança. Foi um período que se estendeu por anos, uma vez que eu trabalhava em tempo integral e conciliava o trabalho com os estudos. O mais importante é não esmorecer e encarar com tranquilidade cada fase pela qual estamos passando e cada novo desafio que se apresenta. Ter estudado com a FESDEP foi importantíssimo não só pelo conteúdo que foi repassado de maneira sistematizada que me transmitiu para encarar as provas de cada etapa do concurso.
Ex-aluno da FESDEP Defensor Público
CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES

(51) 99608-7965
ENVIE UM E-MAIL

Rua Sete de Setembro, 666 - 3º andar | Centro Histórico | Porto Alegre | RS